Perseguição a Cristãos na Nigéria

Sob intensa perseguição religiosa, o Evangelho está se expandindo na Nigéria, e o relato mais comum entre os muçulmanos do país que se entregam a Jesus Cristo é que a decisão por seguir ao Filho de Deus foi tomada após sonhar com Ele.

Em uma crise severa, a Nigéria vê o Boko Haram pôr em prática seu plano de exterminar o cristianismo da região, tornando o país um território muçulmano, um califado. No entanto, missionários testemunham que toda a investida dos extremistas contra o cristianismo só tem feito aumentar o número de novos convertidos ao Evangelho.

Segundo informações do Christian Today, um relatório da Missão Portas Abertas divulgado na última quarta-feira, 24 de fevereiro, aponta que em 2015 4.028 cristãos foram mortos no país, um aumento significativo, afinal, ao longo dos nove anos anteriores (2006 a 2014), esse número foi de 11,5 mil.

A perseguição tem forçado uma migração em massa de cristãos do norte do país, em busca de locais mais seguros, distante da violência. No entanto, os que decidem resistir e ficar, estão experimentando um grande avivamento, pois tem crescido o número de muçulmanos que procuram as igrejas para aceitarem a Jesus.

“Muitos dos muçulmanos querem se tornar cristãos, mas eles têm medo de serem mortos ou pressionados por colegas muçulmanos”, relatou um cristão nigeriano.